D.A.M.A. – Coisas Normais

Coisas Normais Lyrics

Letra de “Coisas Normais” ft. Carolina Deslandes

Verso 1: & Carolina Deslandes
Se eu te dissesse
Vem comigo ver o que acontece
Fecha os olhos uma vez e pede
Se quiseres eu fecho também
Não é o que parece
Quando eu digo vai, desaparece
E quando eu finjo que não te conheço
E ao mesmo tempo conheço tão bem
Mas se ela sabe, sabe
Não mostra saber
E se ela pеnsa, pensa tenta escondеr
Mas porquê
Se já não é de agora

Refrão: & Carolina Deslandes
Só quero coisas normais
Isso por ti tudo bem
Eu já conheço os teus pais
E tu os meus também
Tu queres saber onde estou
Eu quero saber onde vais
Do tanto que mudou
Nada mudou demais Queres sempre o que não tens
Eu quero saber se tu vens
Pedes que eu não te deixe e eu não saio daqui
Torces o nariz e eu adoro isso
Já estou a ver tudo agora vê comigo
Já estou a ver tudo agora, agora

Verso 2:
Eu não sou deste céu
E sou a Lua estava lá em cima quando me encontraste na selva
Sem pensar no que fazia
Quem diria baby agora sou teu
Desencontramo-nos até tu me quereres ver sem querer
Parece que estava escrito
Que só tu me ias ler de maneira diferente
Só tu vês nos meus olhos o que vai cá dentro
Se me pensas de cor é quando surpreendeu
Não perco tempo

Refrão: & Carolina Deslandes
Só quero coisas normais
Isso por ti tudo bem
Eu já conheço os teus pais
E tu os meus também
Tu queres saber onde estou
Eu quero saber onde vais
Do tanto que mudou
Nada mudou demais Queres sempre o que não tens
Eu quero saber se tu vens
Pedes que eu não te deixe e eu não saio daqui
Torces o nariz e eu adoro isso
Já estou a ver tudo agora vê comigo

Verso 3:
Vejo que me estás a ver
Fico no teu olhar para me lembrar o que é esquecer
E eu não era de ninguém
Vai que eu também vou
O que é que ela tem que me tem
Em que em tudo me deixa diferente
Fazes todos os momentos serem todos o momento
O tempo para
Tudo e eu nem penso

Bridge: & Carolina Deslandes
Só quero coisas normais
Isso por ti tudo bem
Eu já conheço os teus pais
E tu os meus também
Tu queres saber onde estou
Eu quero saber onde vais
Do tanto que mudou
Nada mudou demais
Tu queres sempre o que não tens
Eu quero saber se tu vens
Pedes que eu não te deixe e eu não saio daqui
Torces o nariz e eu adoro isso
Já estou a ver tudo agora vê comigo

D.A.M.A.

%d blogueiros gostam disto: