Fabiana Borges – Meu Filho

Meu Filho – Fabiana Borges Lyrics Letra:

Eu vejo o tamanho da tua dor e da tua luta,
Quantas vezes você me clamou me pedindo ajuda,
Eu vejo e vi e te digo vou me levantar, do meu trono pra te ajudar.
Eu seu muito bem, as guerras que você travou para chegar aqui, no teu íntimo você pensou que nem ia conseguir
Mas eu te levantei, te dei forças, te enchi de graça, pois eu quero falar com você.
Tenho visto madrugadas em claro chorando e falando comigo, e por vezes você já pensou acho que estou sozinho
Mas em cada palavra eu estava lá colhendo, tuas lágrimas no meu odre
Tenho visto as pedradas que tens recebido por amor a mim, foi por isso que me levantei e hoje eu vim aqui, pra lembrar que sou grande, sou forte e ninguém toca em quem escolhi
Meu filho na água, no vento, no fogo eu entro contigo.
No vale, no monte, na guerra estás protegido
Não temas, não baixe a guarda vou te proteger comigo
Meu filho, na fornalha de fogo ardente eu entro contigo
Eu Te guardo, te escondo protejo em meu esconderijo ninguém pode tocar nem mexer em você, pois tu és você é o meu filho.

Tenho visto madrugadas em claro chorando e falando comigo, e por vezes você já pensou acho que estou sozinho
Mas em cada palavra eu estava lá colhendo, tuas lágrimas no meu odre

Tenho visto as pedradas que tens recebido por amor a mim, foi por isso que me levantei e hoje eu vim aqui, pra lembrar que sou grande, sou forte e ninguém toca em quem escolhi
Meu filho na água, no vento, no fogo eu entro contigo.
No vale, no monte, na guerra estás protegido
Não temas, não baixe a guarda vou te proteger comigo
Meu filho, na fornalha de fogo ardente eu entro contigo
Eu Te guardo, te escondo protejo em meu esconderijo ninguém pode tocar nem mexer em você, pois tu és você é o meu filho.

Eu entro, desfaço o laço e o tal embaraço que quis te prender
Eu desço na terra eu paro o planeta e mostro que sou com você
Não peço conselhos eu sou conselheiro à própria sabedoria eu ando contigo no fogo te guardo de noite, protejo de dia
Eu faço o que quero, na hora que quero quem é que vai se atrever
Eu mato, abati, exalto e quem é o ser humano para contender
Eu Sou o que Sou à própria excelência pois antes de tudo existo ninguém pode tocar pois sou Deus na tua vida e você nisso tudo é meu filho
Eu entro, desfaço o laço e o tal embaraço que quis te prender
Eu desço na terra eu paro o planeta e mostro que sou com você
Não peço conselhos eu sou conselheiro à própria sabedoria eu ando contigo no fogo te guardo de noite, protejo de dia
Eu faço o que quero, na hora que quero quem é que vai se atrever
Eu mato, abati, exalto e quem é o ser humano para contender
Eu Sou o que Sou à própria excelência, pois antes de tudo existo ninguém pode tocar pois sou Deus na tua vida e você nisso tudo é meu filho

Meu filho, (SOU o teu conselheiro), Meu filho, (EU SOU O DEUS Verdadeiro), Meu filho, você é o meu filho.

Fabiana Borges – Meu Filho

%d blogueiros gostam disto: