Fast UKK7 – Meu País

Meu País


Fast UKK7

Letra. (Lyrics Music Video)

Yeah, Yeah
Fast UKK7

Duas horas da manhã e minha cabeça tá lotada
Não entendo como o mundo consegue ser covarde
Por isso que eu falo que só existe dois lados do racismo
Ou você é contra ou você faz parte
Então para pra pensar no que tu fala
Eu tô vendo que tem vários que se cala
Tu já tá ligado que não é pra ficar calado
Que hoje em dia a vida de um menor vale uma bala
Vivo num estado genocida que num tá nem ligando pra minha vida
Se você é preto, tá ligado que nós tem que ser mais brabo
Porque tem obstáculo na corrida
Mano, eu não entendo a sua covardia
Sempre tá atacando na judaria
João Pedro foi morto com a família
George Floyd foi morto na rua de dia
Eu não esqueço de Agatha e claro que eu vou lembrar
Dos oitenta tiro lá dos militar
Agora cala a boca, seu playboy que não entende
Que quem tu humilha na porta de casa vem na minha descontar
Aqui não é Alphaville, aqui não é bairro nobre
E mesmo quem trabalha não ganha 300 mil
É que eu já estou cansado de ver preto favelado
Lutando pra ficar rico e ganhar tiro de fuzil

O meu país nunca me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Fala pros gringo que é mil maravilha, enquanto na favela nós passa sufoco
Meu presidente não me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Tá sorrindo pra cara do corona, enquanto na favela nós pede socorro
O meu país nunca me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Fala pros gringo que é mil maravilha, enquanto na favela nós passa sufoco
Meu presidente não me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Tá sorrindo pra cara do corona, enquanto na favela nós pede socorro

Desde criança que eu vejo o que você não vê
As parede furada é o que me fez crescer
Sangue no chão da rua da quebrada
Geral deitado na sala
Tu me odeia porque eu sou preto
Me olha torto porque eu sou preto
Tá me julgando porque eu sou preto
Só que eu nunca te faltei com respeito
Sinceramente, eu já tava cansado de ser enquadrado passando na pista
2020 eu cheguei tipo Djonga
Fogo nos racistas
Tu postava: Vida negra importa
Mas não é desse jeito que tu se comporta
Quando um preto passa, tu faz cara torta
Você faz meme Marielle morta
Para de falar que tu compreende
A dor de ser preto em racismo reverso
As consequências da escravidão
Que é o real racismo, ‘cês nem viu de perto
Dias de luta, dias de glória
A sua disputa foi fácil e fraca
Comigo as coisas é bem diferente
Porque quem tá no meu próprio time me ataca

O meu país nunca me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Fala pros gringo que é mil maravilha, enquanto na favela nós passa sufoco
Meu presidente não me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Tá sorrindo pra cara do corona, enquanto na favela nós pede socorro
O meu país nunca me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Fala pros gringo que é mil maravilha, enquanto na favela nós passa sufoco
Meu presidente não me representa, nunca teve olhos pra quem tá no morro
Tá sorrindo pra cara do corona, enquanto na favela nós pede socorro

%d blogueiros gostam disto: