Henrique Mendonça – Fariseu

Fariseu – Henrique Mendonça Letra:
Levo esse fardo que a mim foi implicado
Cujo nome é religião
O ódio me preenche, permeia os meus segredos
E o medo de uma punição

Acaso era pra eu estar espalhando o amor? Que ele nos deixou?
É tão difícil perdoar, ver o lado de lá
Mas se preciso for… um filho pra fora irei colocar

Perdoar não é mais regra, mas julgar: obrigação
Meu ódio é do bem, sou o dono da razão
E ai de quem diga ao contrário pois comigo Ele fala
Essa é minha religião

REFRÃO:
AONDE ESTÁ ESSE AMOR? Que eu tanto prego mas não encontro?
Não consigo mais amar quem vê o mundo por outro ângulo
Preso em correntes causando o mal somente e ajudando a prender outros
Perdoar não importa mais
Essa é a minha religião

v

A sua Porta larga leva ao inferno
Usar Roupas normais? Deixem-me com meu terno
Mulheres ensinando homens puros, semideuses?
Inadmissível! E ainda cortam os cabelos?

Hipócrita: SOU, ao pensar na vida brevemente aqui
Pois de que adianta no altar subir?
Se minha esposa todos os dias eu agredir?

ME SINTO UM MONSTRO, CEGO E LOUCO
POIS POR UM BREVE SEGUNDO PUDE VER MEU REFLEXO NO ESPELHO
TALVEZ ESSE DIABO QUE EU TANTO AMARREI
RI DA MINHA CARA HÁ MUITO TEMPO

Mesmo que minha vida esteja destruída
E eu não ter nenhum fruto bom… esse é a minha cruz
Dizem que existe um jeito de ser um cristão verdadeiro
Mas prefiro não arriscar
Essa é minha religião

REFRÃO:
AONDE ESTÁ ESSE AMOR? Que eu tanto prego mas não encontro?
Não consigo mais amar quem vê o mundo por outro ângulo
Preso em correntes causando o mal somente e ajudando a prender outros
Perdoar não importa mais
Essa é a minha religião

Henrique Mendonça – Fariseu

%d blogueiros gostam disto: