Kaines & Lazy – Adriático

Adriático Lyrics


Letra de “Adriático”

Verso 1: Kaines

Tenho cicatrizes, sigo diretrizes
Não banalizes aquilo que digo eu filtro tudo que dizes
Eu sou frontal não evites mas
Abro um portal não duvides mais
E o nosso astral emite um sinal que por sinal tu já sabias
Dá-me o odor da verdade
O prazer de saber que eu não ‘tou errado
Distinguir o amor da saudade
E um dia quem sabe
O valor desta dor a dívida em metade
Tarde, é apenas um momento ou uma noção?
A definição de tempo é uma ilusão
A premonição do medo gera confusão
Mas até que ponto é cedo? É essa a questão
Dentro da mente toda a gente é insider
E nem que saibas nem sonhas, não te ponhas
Cá dentro lá fora és um outsider
Dá-me espaço e a prazo pode ser que caiba
Dás ouvidos ao cupido pode ser saraiva
Quando avalio o que sinto pode ser só raiva
Música dita o caminho tipo Baby Driver

Refrão: Lazy

Vou ficar um bocado a discutir comigo próprio
Até não ter argumentos p’ra ter que evitar óbvio
Inventar passatempos, mais tempo p’ra ficar sóbrio
És tu só e tu, e o teu mundo
Vou ficar um bocado a discutir comigo próprio
Até não ter argumentos p’ra ter que evitar óbvio
Inventar passatempos, mais tempo p’ra ficar sóbrio
És tu só e tu, e o teu mundo
Não o meu

Verso 2: Kaines

Viro páginas, entre lágrimas
E quando evaporam tudo melhora
E aí eu dissipo-as
Dúvidas existências, dívidas que eu não pago mais
Se são duas vidas, há duas vias
Se não as vias não vês mais
E eis que de repente paramos perante
As fotos na estante são arrependimento?
Será que estou ciente, que não obstante
Tu ‘tando ausente, levo o sentimento?
Ou será apenas que eu sinto menos?
Ou uma fase má eu não minto temos
Diferentes interesses e talvez se esses
Se entrelaçassem da forma que desse
Não, não digas como eu devo
Não apontes caminhos como um dedo
Na soma de dois termos sou o meio termo
Entre Douro e Tejo sou Mondego
Toda uma noção de todo um conceito
Vejo a perfeição do que é imperfeito
Motivos só são o que nos dá jeito
Mas a rejeição será que aceito?


Bridge: Lazy

Somos gôndolas ao sabor das ondas em marés de luas
As águas tão turvas, somos gôndolas ao sabor das ondas
Em marés de luas, as águas tão turvas
Somos gôndolas, ao sabor das ondas
Em marés de luas, as águas tão turvas
Somos gôndolas, ao sabor das ondas em marés de luas

Refrão: Lazy

Vou ficar um bocado a discutir comigo próprio
Até não ter argumentos p’ra ter que evitar óbvio
Inventar passatempos, mais tempo p’ra ficar sóbrio
És tu só e tu, e o teu mundo
Vou ficar um bocado a discutir comigo próprio
Até não ter argumentos p’ra ter que evitar óbvio
Inventar passatempos, mais tempo p’ra ficar sóbrio
És tu só e tu, e o teu mundo
Não o meu

%d blogueiros gostam disto: