Luiz Fernando e João Pinheiro – Pescador e Violeiro

Pescador e Violeiro – Luiz Fernando e João Pinheiro – Letra Lyrics



Sexta-feira de manhã
Estava com muita neblina
Peguei meu feixe de vara
Samburá e a carabina
Na beira do São Tomé
Ai, ai, fui chegando na surdina

Lá no pé da sangra d’água
Bem na ceva de corvina
Jogo o farelo no poço
Num instante a vara inclina
Pra pegar peixe graúdo
Ai, ai, eu não uso linha fina

No poço que não dá nada
A gente não desanima
Faço um cigarro de palha
Que tem pouca nicotina
Cochilo uma meia hora
Ai, ai, aqui ninguém me azucrina

A maré que vem rodando
No barranco faz capina
O socó voando passa
Sempre na mesma rotina
Passo o tempo ali sentado
Ai, ai, vendo a criação divina

Eu também sou violeiro
E canto com disciplina
Junto com o meu parceiro
É um dueto que combina
Eu canto dentro da linha
Ai, ai, por isso Deus me ilumina



Letras “Luiz Fernando e João Pinheiro – Pescador e Violeiro” Official Lyrics

%d blogueiros gostam disto: