Marcos Almeida – Conviver

Conviver – Marcos Almeida Letra:
Tudo o que eu queria era estar perto
Dedicar-te, enfim, um pouco mais de mim
Tudo aqui parece incompleto, porque:
Ofereço tanto, sem me repartir

O sol
Iluminando a casa
Não (me) disse nada
Nada além daquela palavra
Imensidão

Mas ó
(Me) apareceu um profeta
Tipo um poeta
Cantando com a alma aberta:
Deus não é
Solidão

No pó
Foram derramando a água
Criando o que imaginavam
A pouco me ensinavam
O homem é comunhão

Não sirvo pra solidão

Tudo o que eu queria era estar perto
Dedicar-te enfim um pouco mais de mim
Tudo aqui parece incompleto porque:
Ofereço tanto, sem me repartir

Vê só
Ninguém vai sozinho
Meu pai mostrou o caminho
Minha mãe seguiu nutrindo
Família é
Proteção

Tem dó
A língua está afiada
A cidade inacabada
Levanta pra batalha
Trabalho não é
Escravidão

(E) no chão
Dessa longa estrada
Lembro da sua risada
Pronta pra qualquer parada
A saudade não tem coração

Não sirvo pra solidão

Tudo o que eu queria era estar perto
Dedicar-te enfim um pouco mais de mim
(E conviver)
Tudo aqui parece incompleto porque:
(Eu) ofereço tanto, sem me repartir

Deus não é solidão
O homem é comunhão

O homem é comunhão
Deus não é solidão

%d blogueiros gostam disto: