Marina Peralta – Venha Me Visitar

Venha Me Visitar – Marina Peralta Letra:
Quando o fim do mundo acabar
Venha me visitar

Recuperei o meu caderno, lápis, versos
Comecei o dia fugindo de pensamentos perversos
Não tinha mensagem
Cancelou passagem
E aquela viagem para o sul

Bahia que saudade de você
Não sei quando a gente vai se ver
Só sei que a vida nunca mais vai ser – igual ja foi

A vida falando pra gente
Que a gente vai ter que aprender a viver diferente urgente
Se for andar pra trás
Que seja ao encontro dos seus ancestrais

Ainda bem que meu instrumento é minha voz
E que a desigualdade não se resolve com paz
Sem o essencial vi que não da pra viver mais
Sem te abraçar e te encontrar de novo

Quando o fim do mundo acabar
Venha me visitar

Família grande, trabalho informal, aluguel atrasa
Como é que eu vou pedir pra ela ficar em casa?
Com a arma apontada para o meu pulmão
Mundo inteiro isolado em conexão
Na janela passarinhos como no Campão
Certamente tudo isso tem um lado bom
Abalou as estruturas, bolso do patrão
O quanto você consome
Ter que escolher morrer de vírus ou de fome

Ainda bem que meu instrumento é a minha voz
E que a desigualdade não se resolve com paz
Sem o essencial vi que não da pra viver mais
Sem te abraçar e te encontrar de novo
Letra lyrics lyric letras versuri musiek lirieke tekstet paroles

%d blogueiros gostam disto: