PhiL – O PIO DA CORUJA

Lyrics, Letras da Musica
Confusão, só entende quem pensa demais
Cuzão, fui freehand e fumei prensa demais
Notam que eu sou bom, e me pressionam demais
Pressão, não adianta, eu impressiono demais

Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”

Em racista, eu to batendo

Acende a tocha
E busca a liberdade
Que nos foi tirada
Invade o guetto, mata o preto
E bate em retirada
Geração elevada
Geração fadada, ta tomando tombo
Já não temos nada
Tamo roubando irmão do quilombo
Mas eu sambo, tô invoncando santo, tô causando espanto
Cão não é manso, vida é roda pank, racista eu espanco
Odiando o reflexo, matando o irmão com gosto
Filhos de Eva e Adão, tamo honrando esse posto
No meu beco 85 se atrasa
Vivemos 64
Democracia, uma desgraça
Aliena essa massa
Tá faltando cefálica
A policia é uma sátira
Essa porra não é filme, “vivemo” na prática

Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”
Tem que tá “teno”

Apanhando da vida, transando com morte
Faço som pra que ela me esqueça, olha o quanto sou forte
Mão na cabeça, é um bote
Tédio bate, dá um corte
Meu povo sem capital
Vai explodir um carro forte
Nós não tem carro, só é forte
Força que falhe com a ford
Amanhã cês tão a pé
Os preto de ecosport
Não que isso importe

Crescer é, ver as frases fazer sentir
Tropeçar, não perder o sentido
Não é só satisfazer a libido
Não é o mundo que tá perdido

Linhas necessárias tipo o pio da coruja
Associada a desordem e morte não a torna suja
Ignorância cuja
A falta de informação gera
Mostrando que há algo de errado a muita gente cega
Há muita gente cega

%d blogueiros gostam disto: