Rei da Mata e Tião do Gado – Porta de Bar

Porta de Bar – Rei da Mata e Tião do Gado – Letra Lyrics

Em uma noite que encontrei com meus amigos
E perguntei de uma mulher comprometida
Mesmo sabendo nada me falaram dela
Em querendo arruinar a minha vida

Me convidaram para um passeio à cidade
Passo a passo logo na primeira esquina
Num lindo carro fomos conhecer a praça
Para beber e conhecer outras meninas

E foi num clube mais grã-fino da cidade
Fomos entrando, alguém estava de saída
Com muita calma acenei para o garçom
Pode encher aquela taça de bebida

Chame esta dama que agora vai saindo
Pergunte a ela o que foi que aconteceu
Pois eu sou pobre, nada tenho de riqueza
Mas a despesa dela quem paga sou eu

Não sou boêmio nem tão pouco naufragado
Se hoje venho beber com os meus amigos
Foi pra esquecer aquela imagem santa e boa
Que destinou para mim este castigo

Neste momento de ansiedade e amargura
Que minha alma sentiu força nesta hora
Ajoelhei e fui pedir perdão a ela
Mas, porém, ela deu-me as costas e foi embora

Para os amigos também foi grande a surpresa
Pensando que ela foi e não ia voltar
Meu coração quis saltar fora do peito
Ao ver de volta a rainha do meu lar

E hoje somos um casal feliz na vida
Somente a morte é que nos pode separar
Sinto saudade de rever os meus amigos
Mas não consigo parar na porta de um bar

Letras “Rei da Mata e Tião do Gado – Porta de Bar” Official Lyrics

%d blogueiros gostam disto: