Zarastruta – Nômade (parte 6) (part. Patricio Sid eJean Tassy)

Nômade (parte 6) (part. Patricio Sid eJean Tassy) – Zarastruta – Letra Lyrics



Melhor que sombra e gelo na praia
Naipe que só de ver de longe cê já sente
Teu gosto de aguardente que fica pela boca
Diz que é melhor sem roupa
Quer dançar nesse embalo até o raiar do Sol

Um sabor de que não quero deixar pra depois
O cheiro bom de flor que cê exala
Dois passos do paraíso e seja o que for
Se esse é o precipício então vou me jogar

Baby a luz da Lua nos espera
Vem cá fora pra tu ver o vento soprando na cara
Baby não demora e acende a vela
Que o que a gente tem é gás pra nossa chama nunca se apagar

Sei que você lembra
Do brilho que se perde com o tempo
Nem me incomoda
Mas é que finjo quando tô bem
A verdade é que não vão nos solucionar

Queria nada mal, mas o mal teve
Que tava ocupada mas nem lembra
Fugiu degrau por degrau mas foi sem pressa
E o que lido já foi até pior

Que você quer mais nada de mim né!?
E sua criatividade foi cruel
Nem me incomoda
É tão normal que nem tem bom senso
Sua opção foi rasa mas tem contexto

Oh baby
É que eu só tava precisando mais
Que eu gosto de tudo que a gente faz
Quando cê ri das idiotices que eu falo

E ela curava os meus rainy days
Que eu nunca encontrei alguém assim

E ela fala que eu sou cínico
Pelo menos só quando eu tô bêbado
É um caso clínico, caô
Duas cervejas geladas pra ver esse mundo acabar
Ver essa cena passar
Ela fumando, me olhando
Sorriso de canto, essa boca menina
Eu pensando: Caralho, eu devia te valorizar!
Ou não!



Letras “Zarastruta – Nômade (parte 6) (part. Patricio Sid eJean Tassy)” Official Lyrics

%d blogueiros gostam disto: